Dois em Cinco Consumidores Estão Substituindo Seu Café da Manhã Por Bebidas Nutritivas e de Desempenho

13 Mar 2017

Graças à evolução dos hábitos alimentares de "consumidores em movimento" e atributos funcionais positivos, bebidas nutricionais e de desempenho estão se tornando uma opção de refeição cada vez mais popular. Com um terço (35%) dos americanos concordando que eles não cuidam de si mesmos, bem como deveriam devido ao seu estilo de vida ocupado, nova pesquisa da Mintel revela que 39% dos consumidores usam beidas nutricionais e de desempenho como um substituto para o café da manhã . Além disso, três em cada cinco (58%) consumidores atualmente usam essas bebidas como substitutas de refeição e 48% as consomem como parte de uma refeição, acima de apenas 20% que usaram bebidas nutricionais como um suplemento para refeição em 2012.

 


Além de sete em dez (69%) consumidores concordarem que as bebidas nutricionais e de desempenho são uma fonte mais eficaz de nutrientes, a maioria dos consumidores concorda que eles são mais convenientes (79%) do que alimentos integrais (por exemplo frutas, nozes, grãos). Aos os consumidores verem a sua eficácia favorável, não é de admirar que 40% estão consumindo bebidas nutricionais e desempenho antes, durante ou após o exercício. Estas bebidas também estão esculpindo sua parte da categoria lanches como 80% dos consumidores vêem estas bebidas como um grande "lanche sem culpa".

 


No geral, nove em cada 10 (88%) consumidores concordam que as bebidas nutricionais e de desempenho ajudam a manter um estilo de vida saudável.

 


"O aspecto funcional das bebidas nutricionais e de desempenho as distingue de outras categorias de bebidas no momento em que os consumidores estão procurando produtos que contribuem para um estilo de vida saudável", disse Beth Bloom, Analista Sénior de Alimentos e Bebidas da Mintel. "Bebidas nutricionais e desempenho são o ápice de conveniência para o estilo de vida e dieta americana moderna, como consumidores estão se afastando de três refeições por dia e estão lanchando mais frequentemente. Essas bebidas proporcionam conveniência, acessibilidade e eficácia, um trio de vantagens positivas que atraem os consumidores em movimenro de hoje, que estão simplesmente ocupados demais para comer um café da manhã sentado em casa.

 


Impulsionadas por seus atributos funcionais favoráveis, bebidas nutricionais e bebidas de desempenho estão ganhando uma maior quota de mercado da categoria global, que também inclui bebidas esportivas e bebidas de perda de peso. De 2010-2015, as bebidas de desempenho experimentaram 86%de crescimento de vendas, enquanto as bebidas nutricionais viram 67% de crescimento. O mercado global cresceu 38%, atingindo US $ 13 bilhões em 2015.

 


Enquanto as vendas de bebidas esportivas cresceram 22% de 2010-2015, bebidas de perda de peso experimentaram crescimento atrofiado (5%) causada por mudanças nos hábitos de dieta do consumidor. Além do mais, apenas 12% dos consumidores compram bebidas de perda de peso em comparação com os 32% dos americanos que compram bebidas nutricionais.

 


"As tendências gerais da dieta estão favorecendo atributos funcionais, e nós estamos vendo isso refletir no sucesso da categoria nutritiva e das bebidas de desempenho. Isto é mais realçado pelo crescimento estacionado de bebidas da perda de peso, que são promovidos frequentemente com reivindicações tais como "baixa-caloria" ou "açúcar reduzido". As marcas de perda de peso devem se afastar do posicionamento "menos ruim para você" e, em vez disso, destacar os benefícios funcionais "melhor para você" de substituir as refeições por seus produtos, uma vez que uma grande quantidade de compradores de bebidas com perda de peso os usa como substitutos de refeições," Continuou Bloom.

 


Apesar de serem vistos favoravelmente pelos consumidores, outras categorias de bebidas representam uma ameaça ao sucesso das bebidas nutricionais e de desempenho. De acordo com a base de dados Global New Products Database (GNPD) da Mintel, de março de 2015 a fevereiro de 2016, 34% dos lançamentos de bebidas energéticas nos EUA apresentaram uma reivindicação funcional. Nesse mesmo período, o posicionamento funcional também foi utilizado em lançamentos de bebidas de suco/suco (24%), água (17%) e café/chá (16%).

 


No geral, ao comprar bebidas nutricionais e de desempenho, os fatores mais importantes para os consumidores dos EUA são sabor favorito (41%), quantidade de proteína (40%) e fibra alta (33%).

 


"Produtos em todas as categorias de bebidas captaram o valor do posicionamento funcional, que desafia bebidas nutricionais e de desempenho em seu próprio jogo. Para se manter à frente da competição, as marcas de bebidas nutricionais e de desempenho devem priorizar a promoção e comprovação da eficácia. As marcas também poderiam garantir um posicionamento mais natural ao incluir alimentos integrais de categorias concorrentes, como suco de 100 por cento, café e chá, como ingredientes ", concluiu Bloom.

Fonte: vendingmarketwatch

 


E NO BRASIL?

 

O mercado brasileiro de sucos prontos para beber está em franca expansão, acompanhando a tendência mundial de consumo de bebidas saudáveis e saborosas. O presente trabalho objetivou traçar o perfi l dos consumidores de sucos industrializados da cidade de Viçosa, MG. A pesquisa foi exploratória, descritiva direta e estruturada por meio de uma amostragem aleatória simples com a aplicação de questionários estruturados com abordagem quantitativa, composta por 292 consumidores entrevistados; deles: 32% consomem algum tipo de suco de três a cinco vezes por semana; 72% preferem o suco tradicional ao light/diet; a primeira opção de sabor mais citada foi o de laranja. Sabor, qualidade e validade foram critérios considerados extremamente importantes na escolha de sucos industrializados pela maioria dos entrevistados. Cerca de 45% incluíram o preço nessa categoria, enquanto a embalagem e a praticidade foram consideradas muito importantes por 39% e 44%, respectivamente. Apenas 33% dos participantes consideraram o valor nutricional e a marca como muito importantes na aquisição de sucos. Metade dos consumidores afi rma ler as informações nutricionais contidas nos rótulos. As marcas preferidas foram a Del Valle (22%; n = 63) e Tial (21%; n = 59). Sabor, qualidade e confiança foram os principais quesitos apontados para a preferência pela marca. Percebe-se que um fator comum aos consumidores de sucos prontos refere-se à saudabilidade, fator considerado fonte de satisfação unânime entre os pesquisados na etapa qualitativa. O mercado de sucos apresenta um enorme potencial a ser explorado.

 

Fonte: Mônica Cristina Lopes do Carmo; Maria Inês de Souza DANTAS; Sônia Machado Rocha RIBEIRO

 

 

Há uma grande oportunidade de crescimento desses produtos via distribuição pelos canais com consumo local, como bares e lojas tradicionais, já que uma razoável parcela do consumo desses itens hoje já é feito fora do lar. Nesses canais, as categorias saudáveis pontuadas apresentam patamar de preço mais próximo do refrigerante, do que no comparativo com o autosserviço, por exemplo, onde o refrigerante tem uma melhor competitividade em preço. Na grande São Paulo, o consumo fora do lar chega a 72% para água de côco, 36% para suco pronto e 39% para chá pronto.

 

Fonte: nielsen

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Micro Market - Uma nova forma de conveniência empresarial

May 7, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes

September 13, 2017

August 3, 2017

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Quer saber como ter um MicroMarket?

Fale Conosco